Greve dos rodoviários, greve da polícia... por que greve?

Há meses já vem ocorrendo greves de categorias, que, juridicamente, não poderiam fazer greve: como as forças armadas, mais precisamente, a polícia militar. Mas, ao que parece, não são só os policiais os insatisfeitos com a situação do nosso país.
No momento em que escrevo este texto, são exatamente 22:50 e a notícia que paira é que amanhã haverá greve aqui no Rio de Janeiro, como o ocorrido hoje a tarde e no começo da noite em São Paulo, onde simplesmente os motoristas e cobradores de ônibus, em parte, pararam e trabalhar. A alegação dos protestantes que pararam de trabalhar foi que o sindicato adiantou propositalmente a assembléia com os donos das empresas a fim de não ter todos os sindicantes presentes.
O trânsito de São Paulo parou, literalmente. Com vários ônibus parados e atravessados na pista, ficou impossível trafegar por algumas ruas de São Paulo. Nisso tudo, foram prejudicados muita gente: os motoristas que voltavam para casa, que enfrentaram um enorme engarrafamento e principalmente os trabalhadores que dependem do transporte público. Foi um caos.
Falei de São Paulo, mas aqui no Rio, caso aconteça como na semana passada, a coisa muda de nível. Para fins estatísticos, os governantes dizem que foram queimados vários ônibus na paralisação passada. Hoje em São Paulo, foram queimados, até o momento , dois ônibus.
Fora o risco de paralisação do transporte público, já foi confirmado que também haverá uma paralisação de 24 horas da polícia civil. Greve que foi apoiada também pela polícia militar. Houveram fortes boatos que a polícia militar também ia parar, mas por questões políticas, creio eu que isso dificilmente irá acontecer. Todos sabem que a categoria da polícia militar não pode fazer greve, ''direito'' esse previsto pela constituição.
Vamos ver no que isso vai dar, mas creio eu que isso é somente o começo de uma coisa ainda maior que vai ocorre durante a copa do mundo. A insatisfação é geral, de todo mundo: desde os mais ricos, a classe média e até a classe mais baixa estão insatisfeitos com os gastos com a Copa do Mundo. Faltam pouco mais de 20 dias para a Copa do Mundo e já foram anunciados aumentos nos efetivos da polícia para evitar tumultos durante o evento.
Como muitos dizem por aí, eu repito: ''Isso vai dar M#*%@.

Comentários

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

GE põe Flu e Vasco na série B